h1

SOBRE JHONY

Escrever de si mesmo é algo um pouco complicado. A visão que temos de nós mesmos talvez não passe de uma vontade de ser, não passe de uma intenção. Talvez minha família possa me descrever melhor. Não creio. Apesar da complicação, acho que posso sim me descrever, até porque só eu sei o que se passa aqui dentro dessa cabeça.

Sou preocupado, às vezes até demais. Preocupado em fazer sempre certo, em realizar as coisas de forma perfeita, ou, se não, o mais perto disso. Quero poder sempre encher de orgulho minha família, meus amigos e quem eu amo. Apesar de as vezes dar aquela chutada no balde e não querer saber de nada, a não ser de minha vontade.

(…)

Uma palavra que possa me descrever pode ser amor. Eu acredito fielmente no amor. Acredito que o amor é capaz de muitas modificações, as melhores possíveis. O amor é capaz de me fazer parar de beber de uma hora prá outra, e nem sentir mais vontade de fazê-lo. O amor é capaz de, mesmo com um dia terrível, eu chegar em casa e dar aquele abraço em minha mãe, sorridente, feliz e satisfeito por ter uma vida digna. O amor é o sentimento mais puro, é uma força maior que nos leva aos demais sentimentos benéficos. Nos proporciona alegria, felicidade, bem estar. Nos dá ânimo e coragem. Amor… amor… eu amo, eu cultivo amor no coração.

Amizade? Sim… eu sou um bom amigo. Por mais que muitas vezes eu não demonstre, eu amo demais meus amigos, fielmente, de coração e com pureza. Agradeço pelos bons amigos que tenho. Amigos de verdade são jóias tão raras que devemos cuidá-los, devemos amá-los, pois são nossa fonte de energia, pois podemos nos abrir e compartilhar nossos sentimentos.

Esperança? Coragem? Ah sim. Sou corajoso, pois tenho fé e perseverança, sempre esperançoso, de que eu chegarei lá. Tenho capacidade para ir longe, eu sei. Todos temos, o problema é que nem sempre queremos. Mas não um simples querer. Um “querer mesmo”. Eu quero, eu vou.

Romântico, ah eu sou também. Não tenho medo de demonstrar o que sinto. Nem de revelar a intensidade desse sentimento. A maioria das pessoas tem medo disso. Eu não. É a única coisa que não se pode mudar: o sentimento. O amor, quando sicero, faz com que percamos o controle. E isso faz que seja algo sincero. Por isso eu digo “eu te amo”, e demonstro meu sentimento a quem amo, sem medo. “Exagerado, jogado aos seus pés, eu sou mesmo exagerado.”

Poderia escrever um livro me descrevendo. Detalhista que sou, poderia até mesmo descrever o que penso ao amarrar os cadarços do meu All Star. Mas só me conhecendo e convivendo comigo para saber o que eu sou de verdade.

As vezes nem eu sei quem sou. Só sei que sou uma metamorfose ambulante que evolui e muda de pensamento de acordo com cada momento da vida, com cada nova experiência, com cada erro, com cada tombo que a vida nos dá.

Eu tenho um bom coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: